RSS Feed

Chanson de Roland – Tradução

Esse é um exercício de tradução de uma passagem da Canção de Rolando.

Langue d’oïl:

Carles li reis, nostre emperere magnes

set anz tuz pleins ad estet en Espaigne:

Tresqu’en la mer cunquist la tere altaigne.

N’i ad castel ki devant lui remaigne;

Mur ne citet n’i est remés a fraindre

Fors Saraguce, ki est en une muntaigne.

Li reis Marsilie la tient, ki Deu nen amet,

Mahumet sert e Apollin recleimet:

Nes poet guarder que mals ne l’i ateignet. AOI.

Li empereres se fait e balz e liez:

Cordres ad prise e les murs peceiez,

Od ses cadables les turs en abatied;

Mult grant eschech en unt si chevaler

D’or e d’argent e de guarnemenz chers.

En la citet nen ad remés paien

Ne seit ocis u devient chrestien.

Li empereres est en un grant verger,

Ensembl’od lui Rollant e Oliver,

Sansun li dux e Anseis li fiers,

Gefreid d’Anjou, le rei gunfanuner,

E si i furent e Gerin e Gerers;

La u cist furent, des altres i out bien:

De dulce France i ad quinze milliers.

Sur palies blancs siedent cil cevaler,

As tables juent pur els esbaneier

E as eschecs li plus saive e li veill,

E escremissent cil bacheler leger.

Desuz un pin, delez un eglentier,

Un faldestoed i unt, fait tut d’or mer:

La siet li reis ki dulce France tient.

Blanche ad la barbe e tut flurit le chef,

Gent ad le cors e le cuntenant fier:

S’est kil demandet, ne l’estoet enseigner.

E li message descendirent a pied,

Sil saluerent par amur e par bien.

Português:

Carlos o rei, nosso grande imperador

Ficou por sete anos na Espanha:

Até que do mar conquistou a terra altanha.

Não há um castelo que diante dele tenha resistido

Nem muralha nem cidade não ficaram a conquistar

Exceto Saragoça que está em uma montanha.

O rei Marsilie a detém, o qual não ama a Deus

Serve a Maomé e invoca Apolo (Satan):

Não pode evitar que o mal o atinja. AOI (grito de guerra).

O imperador se faz cheio de fervor e contente:

Tomou Cordes e destruiu as muralhas,

Com as suas catapultas abateu as torres;

Os cavaleiros tiveram um grande espólio

De ouro e de prata e de mercadorias caras.

E a cidade não permaneceu pagã

Nem que seja morta ou se torne cristã.

O imperador está em um grande jardim,

Junto a ele estão Rolando e Oliver,

Sansun o duque Anseis o altivo,

Gefreid d’Anjou, o porta-estandarte do rei,

E ali também estavam Gerin e Gerer;

Lá onde estes estavam havia outros e mais:

Da doce França havia quinze milhares.

De roupas preciosas sentavam estes cavaleiros,

Às mesas jogavam para se divertir

E jogavam o xadrez os mais velhos e sábios,

E esgrimam os ligeiros pajens.

Debaixo de um pinho, próximo a uma rosa,

Havia um trono, feito todo de ouro puro:

Ali senta o rei que a doce França tem.

Tem a barba branca e a cabeça toda grisalha,

Tem o corpo belo e a aparência altiva:

E se alguém pergunta por ele, não é necessário apontar.

E os mensageiros desceram a pé,

Saudaram-no por amor e pelo bem.

Advertisements

About Ivan Le Terrible

What I seek has no form nor name.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: